Dica!

Clique nas fotos para abri-la em outra página.

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Entenderam agora?


Meus amigos sabem que eu gosto de carros grandes, espaçosos e muitos deles questionam por que razão eu não tenho um Mercedes.
Taí. É por causa desse tipo de situação aí da foto que eu não tenho um Mercedes!

Como?


Bonitinhos os vasos com plantas nos postes, mas como eles regam essas plantas?
O local? Galveston, cidadezinha  no sul do Texas, no Golfo do México.

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Impossível não desviar o pensamento...

A natureza nos oferece cenas incríveis. Alguma delas requerem muito pouco exercício de imaginação ao fazermos uma comparação com outras imagens.
Aqui, as ilhas emergindo do oceano como dois seios e a pedra assentada no local correto nos remete imediatamente a detalhes do corpo feminino.

Dificuldades da Vida

Tem gente que reclama de tudo. Para essa gente, tudo é difícil.
A tarefa do casalzinho aí da foto é que é coisa difícil!!!

Beleza Natural





Você já parou para observar a beleza da flor do Abricó-de-Macaco?

Direto ao assunto

Esta é antiga. Revirei o baú e a encontrei lá no fundo. Foi capturada na Lagoa de Jurubatiba. em Macaé-RJ.
O aviso foi conciso e preciso. Será que foi cumprido?

terça-feira, 9 de agosto de 2011

Relax

Existem pessoas que precisam de certas condições especiais para poderem relaxar. Colchões ortopédicos, cadeiras anatômicas, silêncio, escuro, e por aí vai.

Para outros, relaxar não é tão complicado assim...

As Praca


Explorado em escala mundial, o tema  não é novo. Aqui vai a minha primeira contribuição da série que achei por bem chamar de "As Praca". Esta série promete ser uma mistura de humor, surpresa e arrepios com as frequentes agressões à língua portuguesa.

London in Rio?


Rara manhã de intenso nevoeiro no Rio de Janeiro faz parecer londrina a cena carioca.

segunda-feira, 8 de agosto de 2011

Por uma boa foto....

O que não faz o fotógrafo pela boa foto! A imagem diz tudo. Aqui o colega buscava o melhor ângulo. Nesta hora nem lembramos da sujeira da calçda, das dores na coluna...

Crueldade

Esta foto foi capturada em um bairro da zona norte da cidade do Rio de Janeiro em um primeiro de Dezembro. Naquela data essa menina deveria estar em casa sonhando com as festas de fim de ano, arrumando as roupinhas do seu bebê que, pelo volume da sua barriga, estava prestes a nascer. Ela deveria estar em casa sonhando com os presentes que iria comprar para o bebê, mesmo que ele chegasse depois do Papai Noel. Mas ela estava ali, numa situação de abandono das mais sofridas. Nem um animal se abandona nessa situação, muito menos um ser humano. Muito menos uma menina. Pelos seus trajes, a sua origem não aparentava ser de família financeiramente miserável. Mas pela cena que se vê, a sua origem é, de certo, de uma família miserável de alma, pobre de coração e desprovida de razão. O que passa pela cabeça de quem põe uma menina grávida na rua, ao sabor dos maus ventos? Hoje aquele bebê já terá nascido. Espero que a vida tenha sido menos rude com a sua mãe e que ele possa, pelo menos, ter um teto e comida dignos de um bebê humano.